segunda-feira, 27 de julho de 2009

Nintendo: os números mostram o poder de uma inovação

Nintendo um caso de inovação de ordem superior e também retratada como uma inovação disruptiva ou também uma estratégia de Oceano Azul. Seja o tipo de inovação que os gurus querem dar para o caso Nintendo, esta transformou a indústria de eletrônicos no Japão e no mundo.

No início dos anos 2000 dava para sentir que Nintendo logo iria sucumbir no meio a uma guerra de jogo duro entre dois consoles de empresas peso pesado, Xbox (Microsoft) e PlayStation (Sony). Porém um gênio e salvador da pátria, Shigeru Miyamoto criou um console (Wii) com uma proposta de valor muito convincente, de um produto diferenciado em seus atributos, apoiado por uma estratégia e composto de marketing (produto, segmento e precificação) inovador, criando uma inovação de ordem superior em todos os sentidos.

O produto surpreendente Wii foi capaz de mudar as regras do jogo, desbravando o mercado de não consumidores e ganhando com isso um valor de mercado do tamanho de um dos grandes Keiretsus japoneses, a Marsushita dono da marca Panasonic. Estamos falando de valores de empresas entre as top 10 japonesas, junto com a Toyota, Canon e Honda e melhor ainda acima da própria Sony que foi o líder supremo do setor de vídeo games desde 1995. Hoje a Sony Corp. não para de apanhar, por um lado a Sansung, Sharp e Apple e por outro a Microsoft e algo da própria Nintendo, fora as perdas no mercado de entretenimento (cinema e TV).

Vejamos um pouco os números que retratam melhor este caso que já surpreende desde 2007. O valor da empresa no auge dos primeiros meses do Wii, sozinha transformou uma empresa em processo de extinção na número 5 entre as Top 10 japonesas, variando o seu valor de mercado entre $ 75 a 85 bilhões de dólares. Outros números por traz da Nintendo comparando os seus pares não deixam dúvida quando falamos em lucratividade.

Mon Jul 27, 2009 5:17am EDT
 (For accompanying story double-click on [ID:T66331]
TOKYO, July 27 2009 (Reuters) - Japan's top electronics and
video game makers kick off April-June results this week and the
next.
Following are the mean consensus forecasts for quarterly
operating profit and for the whole business year as compiled by
Thomson Reuters, as well as the companies' own estimates for

the year.
Canon Inc reports on Tuesday, followed by Sony Corp, Sharp Corp
and Nintendo Co Ltd on Thursday, and Panasonic Corp on Aug. 3.
The four companies' business year ends on March 31, while
Canon closes its books on Dec. 31.
All figures are in billions of yen. Numbers in parentheses
next to the company name show the number of analyst forecasts
used to calculate consensus figures for the quarter.
Numbers in parentheses next to figures are percentage
changes from a year earlier.
                    OPERATING PROFITS
             APRIL-JUNE       2009             2009
(consensus, pct) (consensus, pct) (company, pct)
CANON (4) 47.4 (-70) 174.0 (-65) 180.0 (-64)
=============================================================
             APRIL-JUNE       2009/10          2009/10
(consensus, pct) (consensus, pct) (company, pct)
SONY (3) -92.8 (--) -118.8 (--) -110.0 (--)
SHARP (4) -30.1 (--) -3.9 (--) 50.0 (--)
NINTENDO (3) 74.5 (-38) 510.5 (-8) 490.0 (-12)
PANASONIC (4) -53.6 (--) 54.4 (-25) 75.0 (+3)

(Reporting by Kiyoshi Takenaka; Editing by Anshuman Daga)

A minha percepção que dentro da Nintendo será necessário criar muito mais para manter esta posição e experimentar coisas nunca pensadas. Como é o caso agora Miyamoto anunciou que está propondo um artefato para medir os sinais vitais e assim criar uma nova experiência de interatividade. Pelo cenário de oceano azul criado pela Nintendo tem um espaço enorme de oportunidades para explorar. O gráfico abaixo mostra como ´os números da Nintendo são consistentes com uma inovação comparando Nasdaq, S&P e a própria Sony. Se pode ganhar muito dinheiro investindo em inovações disruptivas como Chistensen recomenda, é tiro e queda diz. O único é saber identificar onde estão estes negócios com proposta de valo disruptivas, ele afirma que ganhou normalmente em torno de 34 a 37%, investindo em disruptores.

Podemos concluir que este negócio não é brincadeira, é uma coisa muito séria!

O Valor da empresa teve seus altos e baixos, mais aida mostra força com toda essa crise.

Veja o que BusinessWeek diz sobre esta guerra do consoles de VG.