segunda-feira, 4 de maio de 2009

Inovação em tempos de crise

Os capitais paralisados, problemas com o mercado de crédito, o COPON abaixando os juros mostra que os sinais são reais e que a coisa está difícil. Impostos reduzidos em setores estratégicos e a injeção de muito dinheiro no setor de construção civil são as medidas. O país tentando se safar da crise e o mundo global puxando para baixo.  A tal marolinha se tornou no marolão e todos os comentaristas econômicos e especialistas dizem que a coisa é pior do que se pensa. Com este ambiente conturbado as empresas precisam continuar e devem tomar decisões estratégicas difíceis. 

A inovação exige um compromisso com o futuro, mas normalmente é um tema que é deixado para depois da crise. Claramente as primeiras ações estarão voltadas a salvar e manter as operações. Nesta época a eficiência é o foco das empresas que se concentra no corte de custos, visto que as vendas caem substancialmente. Mesmo assim o principal gestor não pode perder a visão de longo prazo e a estratégia de sustentabilidade. Estou realmente convencido que é necessário ter muita cautela com o processo decisório e que os modelos mentais sejam revistos pela empresa. Algumas organizações estão convencidas que investir em inovação em tempos de crise é uma tremenda oportunidade. A BusinessWeek aponta alguns players que estão apostando alto em inovação. Muitas cúpulas administrativas estão buscando saídas ao dilema entre salvar a operação no curto prazo e o que fazer com o pouco que sobrou para investir no futuro. As empresas estão buscando padrões nas experiências do passado, onde empresas enfrentaram a crise, somente que não deixaram a inovação de lado. Nas crises do passado, algumas empresas conseguiram sair bem sucedida com inovações após a grande depressão. Um exemplo clássico é a GE. 

Professor Govindarajan aconselha:

  • Nos últimos 12 meses, “Inovação se tornou mais importante, não menos.”  
  • Se você der uma olhada nas recessões do século passado, após a recessão, “ o panorama competitivo muda; há novos ganhadores e novos perdedores. E os novos ganhadores são sempre aqueles que tem se focado na inovação.”
  • Porém você tem que procurar inovação de forma diferente em um ambiente onde controle de custos é uma prioridade.
  •  Procure no portfólio de oportunidades de inovação e escolha poucos projetos e faça eles muito bem.