terça-feira, 2 de outubro de 2012

Marketing Is Dead - Bill Lee - Harvard Business Review


O Post de Bill Lee da HBR é esclarecedor e o recomendo:

Marketing Is Dead - Bill Lee - Harvard Business Review: "Marketing Is Dead"

A morte do Marketing como o conhecemos é um fato e precisamos ter a decência de confirmar e assinar  o óbito para de uma vez por todas enterrá-lo e assim reconstruir as bases do novo Marketing. A capacitação deverá vir pelas universidades, mas parece que também os livros e manuais de Marketing devem ser reescritos. Michael Porter desde o início da Internet e sua febre que gerou a bolha das ponto com no final dos anos 90, defende que a internet não pode ser encarada como a estratégia de uma empresa, senão é nada mais do que um novo canal de comunicação que deverá ser escolhido em função da estratégia da empresa. Muitos defensores da internet como estratégia não gostaram do questionamento de Porter. No final das contas ele tinha toda razão. Os negócios na internet e os empreendedores caíram na real após a queda das ponto-com.   Mas uma coisa é certo, do ponto de vista da estratégia de marketing a internet se tornou algo muito maior do que um simples canal, ele se tornou em algo superior a tudo que conhecemos como canal de comunicação. Especialmente o poder das redes e sua descentralização, conexões e a interatividade entre os indivíduos / clientes com todos os níveis e camadas no mercado. Este aumento na complexidade do contexto do marketing nos leva a lembrar as palavras do grande Albert  Einstein:

"Sem mudarmos nossos padrões de pensamento, não seremos capazes de solucionar problemas que criamos com nosso padrão de pensamento normal"