segunda-feira, 6 de abril de 2009

Pensamentos e percepções sobre a inovação

Gostaria de iniciar este blog com alguns pensamentos e percepções do meu fascínio pelo tema inovação e que venho acumulando a algum tempo. Este instrumento o blog é uma dessas inovações que criam estas oportunidades não possíveis na era industrial.

Pouco antes de entrarmos no século 21, uma nova religião baseada na teologia do poder da inovação penetra o mundo empresarial, alcançando rapidamente o primeiro lugar nas prioridades dos CEOs das principais indústrias e setores empresariais. Torna-se o bizzword de editoras de livros de gestão e tecnologia, revistas e jornais especializados, mesmo as ONGs e os governos são os novos conversos e seguidores.

A inovação tem sua própria doutrina onde os pregadores de plantão e seus sermões nos evangelizam, inove ou morra! A outra parte do clero adverte baseado na crença de que inovar é arriscado, porém mais arriscado é não inovar. A coisa ficou mais complexa com as novas formatações da globalização e as ondas destruidoras das novas tecnologias de ciclos cada vez mais curtos. Ao mesmo tempo tenho percebido pelo estudo um repensar da própria disciplina da inovação que a alguns anos atrás estava no domínio dos estudiosos da economia e do pessoal da engenharia e ciências, onde nerds em seus laboratórios de pesquisa e nos departamentos de P&D ditavam as regras do jogo da inovação. Hoje ocupa e transcende a um tema de extrema relevância estratégica, presente na agenda dos gestores empresariais e desenvolvedores de políticas públicas conscientes da realidade da descontinuidade. Também ocupa um destaque nas linhas de pesquisa das principais universidades e empresas de consultoria empresarial.

A inovação é simples de conceituar, existem várias na minha coleção. Entre elas a mais interessante e que gosto pela sua simplicidade e argumento direto é que "Inovação é a exploração bem sucedida de novas idéias". A pesquisa e a pratica me mostraram que é uma tarefa difícil e complexa por natureza. Especialmente hoje quando todos são afetados profundamente pelos seus efeitos benéficos para alguns e desastrosos para outros. Isto tem criando questionamentos da sociedade para quem a pratica. A lista de questionamentos cresce e que dão mais uma apertada ao inovador, tornando a sua tarefa mais complicada e complexa. Questionamentos que mais martelam o ouvido do inovador é a responsabilidade pela sustentabilidade e a ética eco-social. Estes cobram novos posicionamentos de rever conceitos e até na forma de inovar. Um exemplo é o argumento do Professor Prahalad que agora surge com uma proposta para os inovadores. O desafio é pensar com mais seriedade em inovar para a base da pirâmide do mercado com visão clara de que é possível ganhar dinheiro inovando com novos modelos de negócio focado nos pobres.

Tenho notado que somente alguns conceitos e teorias sobre inovação que foram lançados, são consistentes e realmente são úteis na gestão de negócios. Especificamente as contribuições na esfera estratégica. Quais são ? Vou ser direto, vejo que Richard Foster (McKinsey), W. J. Abernathy e Utterback (MIT), Clayton Christensen (Harvard), Kim B. Clarck (ex-Harvard e hoje BYU) e Henry Chesbrough (Berkeley U.) são os que mais tem e estão contribuindo no mundo da inovação. Podemos considerar também os novos magos da estratégia inovadora, a dupla dinâmica W. Cham Kim e Renèe Mauborgne com o inspirado trabalho dos Oceanos Azuis. O padrão de contribuição destes acadécmicos teórico-práticos e estudiosos do assunto segue a seguinte lógica. Estes buscam descrever essencialmente os padrões que a inovação deixa como rasto por onde passa. Os efeitos da inovação e sua dinâmica são também um rico material de estudo, utilizado de maneira a sustentar argumentos dos modelos teóricos desenvolvidos. Acredito que a principal utilidade de uma boa teoria da inovação é mudar os modelos mentais e despertar insihts no tomador de decisão. Tornando possível desenvolver a habilidade de reconhecer as oportunidades e ameaças vestidas com as roupas da inovação. Este será um dos principais temas que abordarei no meu blog.