quarta-feira, 15 de abril de 2009

Forçar a descontinuidade para salvar o planeta

Trago a curva-S da lâmpada incandescentes e das substitutas para exemplificar e defender este movimento global de acelerar a descontinuidade. A lâmpada incandescente foi uma invenção de Thomas Alva Edson que evoluiu e atingiu seu limite físico como se pode observar o padrão na curva-S (ver o gráfico abaixo). Neste caso as empresas titulares do mercado não parecem estar sendo atropeladas pelas novas curvas-S. A própria GE (empresa criada por Edson) desenvolveu a Compact Fluorescent Lamp (CFL). A exemplo da nova curva criada pela tecnologia de lâmpadas LED, que desde já mostra ser o grande substituto. Atualmente o mercado está em processo de transição e várias grandes estão no páreo. Ela se torna a preferência para ser a lâmpada do século 21, principalmente pelo impacto no meio ambiente e seu excelente desempenho comparado com lâmpadas fluorescentes (ver o que a Philips está inventando). A mudança se torna vital para o meio ambiente e a economia. Somente uma simples troca de todas as lâmpadas incandescentes em todos os lares brasileiros por CFL, traria economias de energia substanciais como também diminuiria as emissões de calor ao meio ambiente. Como é de conhecimento geral uma lâmpada incandescente é 75% a 80% menos eficiente do que uma CFL e transforma 95% da energia consumida em calor. Para ter uma idéia do impacto, uma reportagem da Fast Company aponta o seguinte:

“.., se cada uma das 110 milhões de donas de casa dos Estados Unidos comprar apenas uma CFL e substituir uma lâmpada incandescente de 60W, a energia economizada daria para abastecer uma cidade de 1,5 milhões de pessoas.” (HSM –Management / Fast Company, Março–Abril 2007)

Aproveito este espaço para despertar nos leitores a possibilidade de influenciar políticos ou executivos governamentais para a necessidade de criar políticas públicas e projetos de lei inovadores que forcem a troca. Esta deverá solucionar o problema econômico por traz da troca, provocado pela diferença nos preços entre lâmpadas incandescentes e fluorescentes. Para tal é necessário criar mecanismos que promovam financeiramente a troca e acelere o processo de mudança. Recomendo ver o projeto Australiano, existem várias outras iniciativas nos Estados Unidos, Europa e Ásia. O objetivo neste caso é acelerar a transição das tecnologias. E isto não mais por meio dos mecanismos de mercado, senão pelo uso inventos sociais na forma de uma legislação e políticas públicas focadas na criação de valor social, ambiental e econômicos. Mudança nos modelos mentais pessoal !!